R$49,90

6x de R$9,21 Ver mais detalhes
Entregas para o CEP: Alterar CEP

 

ENVIO A PARTIR DE 12/07

 

Autoras: Mariana Serrano e Amanda Claro
Formato: 14x21
Acabamento: Brochura
Páginas: 128
ISBN: 978-65-86985-21-4

 

O livro

 

Este livro se utiliza da alegoria de uma viagem ao espaço para introduzir e explicar conceitos fundamentais relacionados à população LGBTQIA+ com o objetivo de formar aliados conscientes a partir de uma linguagem acessível, sem precisar recorrer a simplificações incorretas.

Como um guia de viagem ao espaço, o livro aborda a aproximação do aliado aos novos conceitos como uma jornada em que obstáculos são esperados e bem-vindos. 

Na introdução, o aliado é apresentado às diferenças e exclusões a que são submetidas as pessoas LGBTQIA+ através de dados relevantes, sendo em seguida convidado a não se conformar com essas diferenças e, assim, embarcar na viagem à Galáxia LGBTQIA+ para colaborar para que essas diferenças não mais existam.

Logo em seguida, o livro introduz algumas explicações simplificadas comuns no debate público acerca de gênero e sexualidade, como o "boneco do gênero". Entretanto, essas simplificações são apresentadas como sendo "mapas celestes antigos", úteis para viagens anteriores, mas que não são mais suficientes para explicar toda a complexidade dos conceitos de gênero e sexualidade. 

Para então procurar explicar os conceitos complexos, a alegoria da viagem se desenvolve. A primeira etapa é a checagem dos motores do foguete espacial, fundamental para estabelecer bases conceituais mínimas. Neste capítulo, o livro apresenta o conceito de matriz heterossexual e o que ele significa.

Já na ignição e subida, lastreado pelas premissas do capítulo anterior, o livro inicia a viagem rompendo a atmosfera da "normalidade": discute os conceitos essenciais das normatividades. Heteronormatividade e conceitos correlatos, cisnormatividade, alonormatividade e mononormatividade são os conceitos apresentados neste capítulo.

Rompida a atmosfera, o aliado viajante é capaz finalmente de vislumbrar todos os corpos celestes da Galáxia LGBTQIA+. Nesse capítulo, são apresentadas e explicadas as orientações sexuais e identidades de gênero, navegando por toda a sigla LGBTQIA+.

Ao final da viagem, o livro desenvolve um capítulo final: O Guia do Aliado à Galáxia, no qual expõe 32 frases LGBTfóbicas comuns e explica com detalhes suas problemáticas, de maneira a que a repetição desses preconceitos seja evitada pelo aliado. As frases são divididas entre as diversas orientações sexuais e identidades de gênero.

 

As autoras

 

Mariana Serrano. Bissexual e Não Binária. Cursa doutorado em Filosofia do Direito na PUC-SP. É mestre em Direito do Trabalho pela PUC-SP. Coordena o Núcleo de Diversidade e Inclusão no Trabalho da Comissão de Diversidade Sexual e de Gênero da OAB/SP (desde 2019). Co-fundou a Rede Feminista de Juristas – deFEMde (que integrou de 2016 a 2020). Co-fundou a Iniciativa Trabalho & Assédio. É direção da Frente Ampla Democrática pelos Direitos Humanos – FADDH. Fundou o escritório Claro & Serrano Advocacia. É especialista na Advocacia para Famílias, Mulheres e População LGBTQIA+, além de Direito Individual e Coletivo do Trabalho. É professora de Direito do Trabalho e palestrante em temáticas relacionadas a gênero e diversidade. Já realizou mais de 500 atendimentos voluntários a vítimas de violências decorrentes de gênero, raça e LGBTfobia.

 

Amanda Claro. Mulher cisgênero e bissexual. É advogada e gestora de empresas, mestre em International Business and Management pela University of Westminster, em Londres, no Reino Unido. Graduou-se em Direito pela Universidade de São Paulo. Co-fundou a Rede Feminista de Juristas (que integrou de 2016 a 2017) e co-fundou Iniciativa Trabalho & Assédio. Fundou o escritório Claro & Serrano Advocacia. É consultora em gestão de recursos humanos, processos de reestruturação com foco em pessoas e em programas corporativos para diversidade de gênero, sexual e cultural. É também especialista em Direito das Mulheres e da População LGBTQIA+.

 

Sumário

 

1. Um pequeno passo para o aliado, um grande salto para a humanidade

2. Galáxia LGBTQIA+

2.1. Voos simulados: o que podemos aprender com viagens anteriores?

2.2. Aviso aos viajantes: desconfortos da viagem

2.3. Matriz Heterossexual: uma nova tecnologia para nos levar mais longe

2.3.1. Checagem dos motores: o gênero como um sistema

2.3.2. Ignição e subida: rompendo a atmosfera da “normalidade”

3. Corpos celestes: conceitos de gênero e sexualidade

3.1. Orientações sexuais

3.2. Identidade de gênero e noções interligadas

4. O guia do Aliado à Galáxia: mitos e verdades sobre a comunidade LGBTQIA+

4.1. Pode ser gay, é só não ser viado

4.2. Não tenho nada contra, é só não dar em cima de mim

4.3. Pode ser gay, mas dentro de casa

4.4. Quem é a mulher da relação?

4.5. Esse cara é um desperdício

4.6. Se é para ficar com uma mulher masculina, por que não fica logo com um homem?

4.7. Não quero me trocar na sua frente

4.8. Oi, posso participar?

4.9. Você não gosta de homens porque nenhum te pegou direito

4.10. Vocês não fazem sexo, só preliminares

4.11. Se eu fosse lésbica, ficaria com você

4.12. Isso é só uma fase até você decidir se é hetero ou homo

4.13. Só se for bi de bicha

4.14. Você não gosta de mulheres de verdade, só beija mulheres para chamar atenção dos caras

4.15. Bissexuais têm o dobro de chances de se darem bem

4.16. Vamos fazer um ménage?

4.17. Não fico com mulheres bissexuais para não pegar DST

4.18. Bissexuais não precisam sair do armário

4.19. Pansexuais são aqueles que fazem sexo com árvores

4.20. Mas você nasceu homem ou mulher?

4.21. Nossa, mas você nem parece trans

4.22. Se é para se relacionar com mulheres, por que deixar de ser homem?

4.23. É lindo, pena que não é homem de verdade

4.24. Posso ver fotos de quando você era homem/mulher?

4.25. Tenho curiosidade de transar com uma mulher trans

4.26. Cuidado, é uma armadilha

4.27. Pessoas trans não devem usar o mesmo banheiro que as outras pessoas

4.28. Mas como você é “não-binárie” se você se veste como homem?

4.29. Você precisa checar seus hormônios

4.30. A verdade é que ninguém te comeu direito ainda

4.31. Foi só uma brincadeira

4.32. O mundo está muito chato